PÁGINA INICIAL

sábado, 15 de julho de 2017

Falsos fiscais: polícia do PI prende três suspeitos de estelionato


Três homens foram presos pela equipe de investigação do 1º Distrito Policial de Teresina, suspeitos de estelionato. Os homens, que são do Mato Grosso do Sul, estariam se passando por fiscais da Secretaria de Fazenda do Piauí. Eles foram localizados após denúncia feita por uma vítima.


Segundo o agente de polícia Cleomar Brito, a vítima informou que foi procurada, com a promessa de venda 80 aparelhos de ar-condicionado que tinham sido apreendidos em operação da Sefaz, e precisavam ser vendidos. Pelos produtos, que na verdade não existem, os suspeitos teriam pedido a quantia de R$ 30 mil.





No ponto de encontro, marcado para o Centro Administrativo, um dos suspeitos entrou no carro da vítima, e de lá seguiram até próximo ao Comercial Carvalho da Avenida Barão de Castelo Branco, quando foi feita a abordagem policial.

O agente afirmou à reportagem do 180 que Tonildo Pereira de Sousa, Alex Miguel de Jesus e Vladimir Moreira dos Santos, são suspeitos de participação em outros casos registrados na delegacia do 1º DP. Num dos casos houve promessa de venda de pneus, no valor de R$ 40 mil, e de bebidas, por R$ 18 mil.

- Documento apresentado pelos suspeitos à vítima, sobre os supostos aparelhos de ar-condicionado

O esquema funcionaria da seguinte forma: os suspeitos procuram as vítimas, com a oferta de venda de produtos apreendidos, que precisam logo ser vendidos, com a alegação de desocupação dos depósitos da Sefaz, por exemplo. Enquanto um dos integrantes do grupo aborda a vítima para receber o dinheiro, o outro tenta enganá-la, para em algum momento fugir.

Para se passar por fiscal da Sefaz, os suspeitos usam até mesmo vestimentas como terno e gravata. Com eles a polícia encontrou um caderno com anotações, que seriam relativas a outros supostos negócios que o trio estaria fazendo. Presos, os suspeitos foram encaminhados para a Central de Flagrantes, em Teresina.

Fonte: 180Graus

Nenhum comentário:

Postar um comentário