INÍCIO

sábado, 10 de junho de 2017

TSE absolve chapa presidencial e Temer segue no cargo

Por 4 votos a 3, o Tribunal Superior Eleitoral decidiu pela absolvição da chapa Dilma-Temer, eleita em 2014. O voto de desempate foi proferido há pouco pelo presidente da Corte, ministro Gilmar Mendes, que mencionou que foi o relator do pedido inicial do PSDB para a reabertura da análise da prestação de contas da chapa Dilma-Temer. Ele disse, entretanto, que o pedido foi aprovado pelo tribunal para reexame do material e não para condenação sumária.
Voto de desempate foi de Gilmar Mendes, que não viu crime de abuso de poder. "Não se trata de abuso de poder econômico, mas se trata de um dinheiro que sai da campanha e não disseram para onde vai. Primeiro é preciso julgar para depois condenar. É assim que se faz e não fixar uma meta para condenação. O objeto dessa questão é sensível porque tem como pano de fundo a soberania popular", defendeu.
Fonte: 180Graus

Nenhum comentário:

Postar um comentário