PÁGINA INICIAL

terça-feira, 13 de junho de 2017

Motocicletas apreendidas em Cocal são removidas para o pátio do Detran em Parnaíba



Na manhã desta segunda-feira (12/06), o Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI) encaminhou ao pátio da referida instituição em Parnaíba, 13 motocicletas apreendidos no município de Cocal durante as blitzes rotineiras de fiscalização realizadas pela Polícia Militar, Polícia Civil em parceria com a Guarda Municipal e Departamento Municipal de Trânsito (DMTRANS). Os veículos agora pertencem ao Estado e posteriormente serão leiloadas. 
De acordo com o Agente de Polícia Civil, Walter Brune, o pátio da delegacia de Cocal está superlotado de veículos, em sua maioria, com registro de roubo/furto, outras com raspagem do chassi, característica indicativa de crime de adulteração de sinal identificador de veículo automotor, além de algumas apreendidas durante blitzes, na qual não tiveram a documentação regularizada ou os condutores não conseguiram provar serem os verdadeiros donos do bem perante a justiça.




Ao verificarem um grande número de infrações, acidentes graves e mortes no trânsito, alguns órgãos como o Ministério Público e o Judiciário, constantemente, oferecem denúncias de irregularidades no trânsito cocalense ao Detran. Por isso, as blitzes estão sendo intensificadas. Atualmente, todos as semanas a polícia local com o apoio do Pelotão de Policiamento de Trânsito (PPTRAN) de Parnaíba realizam fiscalizações em Cocal. 




De acordo com o Promotor de Justiça, Francisco Túlio Ciarlini Mendes, durante uma das várias palestras ministradas pelo mesmo, ele explicou que para o Estado o maior problema é a falta de respeito à legislação de trânsito. Ressaltando que essa é a principal causa do elevado número de acidentes, que em sua maioria envolve motos. "É inaceitável haver tantos acidentes. Se os condutores obedecessem a legislação vigente certamente essa triste estatística seria menor. Também não haveria tantos veículos apreendidos. Além dos gastos dos condutores, o Estado é onerado com todas as despesas hospitalares das vítimas de acidentes no trânsito. Elas ainda provocam uma sobrecarga à previdência social, dentre outros órgãos", revela.


Fonte: Blog do Coveiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário