INÍCIO

terça-feira, 25 de abril de 2017

Luís Correia possui a maior variedade de praias do litoral piauiense



O grande número de praias na faixa litorânea de 46 quilômetros faz da cidade de Luís Correia um dos destinos turísticos mais concorridos do Piauí. O município de 29,5 mil habitantes vê o número de pessoas se multiplicar até cinco vezes, sobretudo durante a temporada de férias e feriados prolongados. 
A cidade possui uma boa estrutura para receber os visitantes em suas praias, das quais as mais procuradas são Atalaia e Coqueiro. Entretanto, existem ainda outras: Peito de Moça, Itaqui, Arrombado, Carnaubinha, Maramar e Macapá. Isso sem contar na grande quantidade de hotéis e pousadas com opções variadas para os seus hóspedes; muitos deles abrem seus restaurantes ao público. 
Luís Correia também possui outros atrativos naturais como o minidelta dos rios São Miguel e Camurupim, no limite do município com o povoado Barra Grande, de Cajueiro da Praia, que é utilizado para a prática de caiaque e kitesurf. Outro ponto interessante é a árvore penteada que fica próxima à praia do Arrombado e teve seu caule e copa inclinados pela ação do vento. 
O réveillon, o carnaval e festivais de música, que são realizados no decorrer do ano, tornam Luís Correia um destino excelente para quem busca agitação e diversão. Outras datas de destaques são os festejos da padroeira em dezembro. 
Como chegar 
Saindo de Parnaíba, a partir da BR 343, seguir pela Avenida Pinheiro Machado, dobrar à direita no final da via e seguir pela BR 343/PI 116 até Luís Correia. 
O que fazer 
Atalaia 
Atalaia é a praia mais movimentada do litoral piauiense e, por isso, possui uma ótima estrutura para receber os turistas com um leque grande de locais para ficar e onde comer. É certo que você irá encontrar facilmente caranguejo, pargo frito e peixadas com camarão, pratos preferidos dos turistas. Há espaços para cadeirantes e também estacionamento. As águas são claras e a areia plana. Fica a apenas um quilômetro do Centro de Luís Correia. 
Peito de Moça 
Conta-se que o nome da praia faz alusão às dunas que teriam o formato do busto de uma mulher jovem. O mar possui ondas mais tranquilas e há várias entradas para chegar à orla. Possui certa estrutura de bares e restaurantes e acabou se tornando uma alternativa para os dias mais movimentados na praia do Coqueiro. 
Coqueiro 
Um dos destinos preferidos dos visitantes, a Praia do Coqueiro possui uma grande estrutura de bares e restaurantes e casas de veraneio luxuosas, muitas delas disponíveis para aluguel por temporada. As águas são calmas e formam, na maré baixa, piscinas naturais. Muitos kitesurfistas utilizam a praia para praticar seu esporte. Também é um dos locais onde são realizados eventos e festas na alta temporada. Para chegar, basta seguir na PI 116 e dobrar na rotatória. 
Itaqui 
A praia de Itaqui é cheia de dunas e um dos locais preferidos de Luís Correia para prática esportiva, sediando inclusive competições nacionais. O farol da marinha decora o cenário. Piscinas naturais se formam com a descida da maré. O acesso é feito pelo condomínio Barramares ou pela vila na Praia do Coqueiro. 
Arrombado 
A praia recebe esse nome por conta de um riacho que vinha da Lagoa de Sobradinho e que, na época chuvosa, se formava, vertendo muita água para o mar, o que facilitava a captura dos peixes. Nesse processo, os moradores diziam que o córrego “arrombava” e passaram a chamá-lo de riacho arrombado e a praia de “Praia do Riacho Arrombado”, com o passar do tempo e a estiagem, esse fenômeno foi diminuindo sua ocorrência, mas a alcunha do lugar ficou. Possui um mar mais agitado o que promove a prática do surf. Aqui também acontece a desova de tartarugas-marinhas. 
Carnaubinha 
O nome, como se sugere, vem do carnaubal que existe na região. Há um grande resort pelo qual é possível ter acesso à praia que possui águas calmas, pedras e piscinas naturais. 
Maramar 
Entrando em uma das ruas do povoado Macapá é possível chegar à praia de Maramar. Com poucas pedras e mar calmo, forma uma coroa e piscinas naturais na maré baixa. Está sendo descoberta pelos turistas que buscam uma alternativa às badaladas Atalaia e Coqueiro. Possui estruturas de barracas simples e, em compensação, mais baratas. 
Macapá 
A vila de pescadores teve de ser reconstruída algumas vezes por conta da ação do mar que destruiu as habitações, a capela e até mesmo parte da estrada que lhe dava acesso. Além do mar propício para esportes como stand up paddle, águas calmas e piscinas naturais, o encontro do Rio Camurupim com o oceano forma uma área de mangue semelhante a um minidelta próximo à Barra Grande, onde é possível velejar de kite e se aventurar de caiaque. 




Fonte: Governo do Estado do Piauí

Nenhum comentário:

Postar um comentário